9ª edição do Jornal Capital em Foco 

Profissões após covid-19

Por Ângela Scórsin

 

Queridos leitores, sabemos que nada será como antes depois desta crise mundial. Empregos perdidos, empresários fechando as portas, mas, também há várias oportunidades surgindo. Temos que analisar sempre os dois lados da moeda. Toda crise gera consequências, contudo, sempre há uma saída se você se preparou, se planejou, se antecipou para algo diferente. Digo que, independente de quaisquer obstáculos, precisamos estar preparados para o que pode acontecer lá na frente. 

Tenho lido muito sobe o assunto, e quero deixar claro que toda profissão tem seu valor dentro da sua a área de atuação, mas vejo que algumas, agora, estão em alta devido a pandemia que são: médicos, enfermeiros, infectologistas, e demais áreas da saúde, temos ainda, os entregadores e/ou motoboys, pois a demanda de delivery aumentou a logística. O trabalho remoto quem diria, não era tão falado assim, e agora, o mais procurado. 

Acredito que é o momento ideal para aqueles que estejam em busca de novas oportunidades que o mercado está oferecendo. Pesquisem os mais diversos setores, e aproveitem a ocasião com estudos e conteúdo dos mais diversos temas que a internet oferece. 

Li, recentemente em um site de economia da Uol sobre a mudança no modelo de negócios. Uma pesquisa liderada por Yuri Lima, matemático da UFRJ do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia onde falou: "A tendência é que haja uma modificação nos modelos de negócios das empresas. Os empresários já devem estar avaliando como gerar receita sem depender de aglomerações em seus estabelecimentos, seja no comércio ou na indústria. Haverá menor quantidade de funcionários presentes fisicamente. O que está acontecendo no momento poderá antecipar para os próximos anos a substituição dos seres humanos por robôs, pela automação, na execução de tarefas, como relatamos no relatório o Futuro do Emprego”.

Essa tendência pode ser a oportunidade para que nós sejamos mais tecnológicos. A inovação está junto da criatividade, então, aproveite para repensar no que você faz, de como faz e de como pode melhorar o seu negócio.

As profissões não irão acabar, mas sim, inovadas e reinventadas para se adequar ao tempo. Lembrando que mesmo com toda tecnologia, o fator Ser Humano ainda é a habilidade de maior presença nos requisitos de perfis. 

Converso com algumas pessoas que estão tendo que se recriar na profissão, e estão felizes porque descobriram que podem ir mais além do que imaginam. Fizeram cursos de aperfeiçoamento, e descobriram que apesar dos impasses da vida é possível ultrapassar fronteiras.

Sejamos otimistas e sigamos em frente rumo ao despertar de novas profissões que poderão ajudar a humanidade.

Abraço 😊

Ângela Scórsin

Especialista em Assessoria Executiva e Secretária Executiva

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • White Facebook Icon