Foco Brasil! Empresas, no Pará, unidas pela saúde - exemplo de conscientização.

Atualizado: Nov 8



Maria Rosilene Pereira (MRN) é uma das participantes da campanha.


Postado por Silvana Scórsin do portal de guaranyjunior.com.br


Empresas, no Pará, unidas pela saúde: Neste outubro campanhas de conscientização sobre o câncer

em Guaranews


O câncer de mama é o segundo tipo que mais atinge as brasileiras. De acordo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a doença é responsável por 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino, atingindo também homens em 1% dos casos. Uma das principais armas para prevenção da doença está na informação, por isso, a sociedade se mobiliza na campanha Outubro Rosa, que inclui também a conscientização para o câncer de colo do útero. No Pará, as indústrias realizam campanhas para prevenir a doença entre seus colaboradores e as comunidades do entorno. Em tempos de pandemia, uma parceria para incentivar as práticas preventivas contra o câncer uniu a Mineração Rio do Norte (MRN), moradoras e ex-moradoras do distrito de Porto Trombetas, no município de Oriximiná, que vivenciaram histórias de superação da doença em uma campanha que envolve a produção e a divulgação de vídeos com relatos destas mulheres, reforçando a importância da identificação precoce para garantir o tratamento e a possibilidade de cura. Maria Rosilene Pereira é uma das participantes da campanha. Por conta dos exames preventivos que ela realizava semestralmente, conseguiu ser diagnosticada com antecedência. “Comecei e conclui um longo ciclo: fiz cirurgia, sessões de radioterapia, quimioterapia e braquiterapia. No início, foi muito difícil emocionalmente, mas, com suporte da minha irmã Rosely, mantive a positividade e venci a doença. Acredito que ter identificado ainda no estágio inicial foi fundamental para garantir a eficiência do tratamento”, comenta. Maria Rosilene destaca também a importância de participar da campanha. “Esta forma de divulgação com relatos é muito bacana porque motiva outras mulheres a colocarem em dia os seus exames, pois essa é uma prática também de amor próprio”, acredita. Para a jovem Loyana Demétrio, analista de comunicação da MRN e sobrinha de Maria Rosilene, a experiência da tia reforçou a necessidade de manter a saúde em dia. “Tenho muito orgulho de como ela superou a doença e, ao acompanhar a sua jornada, despertei para a importância de fazer exames periódicos, pois a gente, geralmente, pensa que só deve ir ao médico quando está passando mal, mas o autocuidado preventivo é fundamental”, alerta. Além da campanha, a MRN realizará, entre os dias 20 e 27 de outubro, uma breve programação presencial, alinhada aos protocolos das autoridades de saúde de prevenção à covid-19, no Hospital de Porto Trombetas e no Ambulatório de Feirinha de Porto Trombetas. São palestras, rodas de conversa e ginástica laboral, envolvendo colaboradoras do hospital e moradoras deste distrito. O exemplo para cuidar da saúde

            Além de conscientizar sobre o câncer de mama, a campanha Outubro Rosa também alerta para sintomas da doença no colo do útero. O INCA estima que serão descobertos 16,5 mil novos casos de câncer do colo do útero em 2020 no país. A operadora da trefilação da Alubar Lidiane Coutinho conseguiu vencer o câncer de útero. Antes de descobrir a doença, ela conta que sentia dores, mas achava que era normal devido ao ciclo menstrual, até que sentiu algo mais grave. “Um dia eu estava no trabalho e senti fortes dores na perna e na cabeça, tive enjoo e não conseguia andar. Fui levada ao hospital e assim eu descobri a doença. Tive que passar por duas cirurgias e quimioterapia”, relembra.


Lidiane Coutinho ( Alubar) conseguiu vencer o câncer de útero 


Após o tratamento, Lidiane adotou hábitos mais saudáveis. Ela mantém alimentação mais leve e pratica musculação e muai thay regularmente. Além disso, ela começou um curso de Educação Física com o objetivo de mostrar a outras pessoas a importância da manutenção do peso ideal. Em mulheres, o excesso de gordura corporal aumenta as chances de desenvolver alguns tipos de câncer como de mama, cólon e reto, endométrio e ovário. “O tratamento me despertou para uma vida mais saudável. Às vezes, na rotina, esquecemos que a saúde deve vir em primeiro lugar. Meu recado é que mesmo as pessoas que não estão passando por problemas difíceis devem cuidar da alimentação, fazer atividades de esporte e lazer, evitar estresses, ter mais momentos junto com a família e ir ao médico regularmente”, afirma.

            Na Alubar, diversas campanhas ao longo do ano estimulam os colaboradores a adotar um estilo de vida saudável. As ações são realizadas por meio do Programa de Qualidade de Vida Viva Bem, que informa sobre a boa alimentação, a prática de atividade física e a prevenção de doenças que podem ser evitadas ou amenizadas com uma mudança de hábitos. Nas ações de conscientização, Lidiane também usa sua história para incentivar os colegas de trabalho a cuidar da saúde. “Isso é válido para mulheres e homens também. Sempre que tem campanhas ou diálogo de segurança eu explico e incentivo a importância de checar a saúde. Às vezes, as pessoas têm até medo de ir ao médico e descobrir que têm alguma doença, então as campanhas são um incentivo importante para que lá na frente não aconteça o pior”, ressalta a operadora.

Para que os colaboradores se mantenham a saúde em dia, a Alubar conta ainda com atendimentos em medicina do trabalho na fábrica de Barcarena. Em três dias da semana, uma médica fica à disposição dos colaboradores para consultas, exames e encaminhamentos. Assim, o atendimento básico é mais rápido, eliminando a necessidade de sair da fábrica para consultas iniciais.

Fonte: Comunicação e Relacionamento/Temple Comunicação 

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon