Foco nas dicas! O que faz um detetive particular?


Postado por Silvana Scórsin enviado pela WSI


Muitas pessoas, quando ouvem falar em detetive particular, associam a imagem deste profissional àquela que popularmente conhecemos em filmes e séries. Embora faça, sim, parte de suas atribuições colaborar em elucidação de casos policiais, este tipo de trabalho pode ser contratado por qualquer um, para resolver problemas particulares dos mais diversos e variados.

O detetive particular pode ajudar a resolver inúmeros imbróglios judiciais. Embora este profissional ainda seja mais recorrentemente procurado por indivíduos que desejam confirmar a infidelidade de um cônjuge, existem ainda outras situações em que um dossiê detalhado elaborado por um investigador pode colocar fim a diversos problemas de cunho judicial. Investigações empresariais ou políticas, por exemplo, também fazem parte da rotina de um detetive.

As principais atribuições de um detetive particular

São muitas as funções que um detetive particular pode exercer em seu dia a dia. Isso, evidentemente, faz com que o perfil deste profissional precise abraçar múltiplas características. Perseverança e extrema discrição, bem como uso de ferramentas, tecnologias e estratégias próprias da rotina compõem um escritório de detetive.

Atualmente, tanto pessoas comuns quanto empresas, independente de seus portes, estão constantemente cercadas de riscos. De tal modo,procurar pelo auxílio de quem pode ajudar a fugir de problemas ou ajudá-los em sua elucidação pode ser uma ótima dica.

O trabalho do detetive particular, comumente, pode ser desmembrado das seguintes maneiras:

Investigação empresarial;

Investigações políticas;

Procura por desaparecidos;

Monitoramento de adolescentes;

Investigação conjugal (quando há suspeitas de infidelidade);

Investigação familiar.

Por que buscar um investigador?

O detetive particular trabalha para trazer ao cliente, em poucos dias, provas diversificadas e incontestáveis para resolver o caso. Em contratações para investigações conjugais, por exemplo, em períodos que duram em torno de uma semana, a pessoa traída poderá confrontar o parceiro e até mesmo utilizar das provas, se assim desejar, no tribunal.

Ademais, outra vantagem que só o trabalho do investigador pode trazer é toda a cautela e sigilo para se resolver questões delicadas, já que oinvestigado não pode suspeitar ou tampouco saber que está sendo observado. Esse extremo profissionalismo é que costuma trazer o sucesso nos casos que envolvem um detetive.

Quanto tempo leva e quanto vou gastar?

Prazos e valores são algumas das dúvidas recorrentes de pessoas que almejam buscar o trabalho de um detetive particular. No entanto, é necessário frisar que são questões que variam.

Cada investigação enfrenta suas particularidades, e a complexidade de cada um é que determina sua duração. O detetive particular costuma cobrar por diária. Situações simples, como investigações conjugais, podem levar de cinco a sete dias. Apenas para exemplificação, em uma cidade como São Paulo, o valor médio para uma investigação como essa costuma ser de R$ 5000.

O sigilo que compete à rotina de um detetive profissional termina por fazer com que ele, muitas vezes, não revele publicamente detalhes de suas técnicas profissionais. Contudo, os dossiês entregues pelo investigador ao contratante, em geral, trazem as respostas cabais para as dúvidas que o permeava. Como forma de abreviar sofrimentos ou resolver questões íntimas, considere buscar pelo auxílio de um escritório de investigação privada.

7 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon