Foco no trabalho! O Secretariado Executivo e os desafios de uma rotina produtiva em home office.



Foto:internet/divulgação


Por Betânia Sousa

São vários os desafios dos profissionais femininos nos tempos modernos. O profissional de Secretaria Executivo é conhecido como multifuncional, isso acontece devido a uma gama muito extensa de atividades realizadaspelo profissional no seu cotidiano empresarial. No ambiente corporativo, a realidade é uma, a rotina na estrutura física não tem distrações como uma frase “mãe você está aí”. Já no home office é totalmente diferente, énecessário gerenciar sua produtividade diária, mesclando rotina de trabalho com afazeres domésticos e responsabilidades familiares. A importância da gestão da atenção nas áreas da vida é de grande importância paratodo indivíduo, por isso, devemos nos atentar para alguns aspectos que fazem parte do nosso desenvolvimento contínuo.

​O trabalho em Home Office requer uma postura de controle emocional e gerenciamento do tempo em maior escala, por isso, muitos profissionais dizem que “não conseguem” ou “não têm perfil”. Mas essa frase tem mudado com as novas alterações nas relações de trabalho, trazendo maior reflexão e impondo mudanças concretas na rotina dos profissionais. O teletrabalho veio para ficar em muitas profissões, e o gerenciamento da rotina pode ser considerado um diferencial no ato de contratação deprofissionais que já tiveram a experiência do teletrabalho,principalmente no período da pandemia, e que conseguemse adaptar em ambas as modalidades, entregando um resultado satisfatório para a instituição. Os desafiosprofissionais de gerenciamento de uma rotina produtiva no home office são variados, mas quando você termina o dia e verifica o quanto foi produtivo, você vai se surpreender.

Com a mudança de cenário mundial, o mercado de trabalho e profissionais tiveram que se adaptar, e para um profissional de Secretariado conduzir sua carreira com excelência é preciso muito equilíbrio, ou terá uma exaustão, ou outro problema de saúde, devido ao alto fluxo de demanda, tanto na vida profissional, como napessoal. Para profissionais que tem passado por uma dessas situações, o ideal é parar, analisar e reorganizar sua rotina; além de ter a consciência de que o mais difícil é o começo, depois de 21 dias todos os esforços tendem a virar rotina. Outra dica é entender que você não é, e não precisa ser, a mulher maravilha. Faça o seu melhor! Aopinião alheia não irá lhe ajudar muito, porque é um processo muito pessoal, mas não deixe de ouvir feedback,pois auxilia no seu processo de autoconhecimento, controle emocional e maturidade.

Para as pessoas que tem o apoio da família e de profissionais, esse processo se torna mais leve, porém, nãofácil. O importante é manter o equilíbrio diante do cenário. Para quem tem criança pequena, que ainda não entende muito bem que você está em casa, mas não está disponível para brincar com eles, por exemplo, o ideal mesmo é o diálogo e encontrar coisas interessantes para ele fazerdurante sua ausência de atenção, e manter a excelência no tempo em que você estiver com eles.

Para as leitoras do Jornal Capital em Foco que estejam nesse processo, esperamos ajudar, e caso precisemde mais dicas ou algum material de apoio, entre em contato pelos nossos canais, com dicas do que você buscapara maior auxílio no seu desenvolvimento.

Boa leitura. É o Jornal Capital em Foco conectando histórias, pessoas e profissões.

22 visualizações0 comentário
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon