Todos por todos - Governo Federal cria corrente virtual do bem para enfrentamento da pandemia

Por Silvana Scórsin



O governo federal acaba de colocar no ar a plataforma Todos por Todos, para que empresas, entidades e associações, além dos órgãos públicos, possam agora oferecer serviços e produtos gratuitos ou em caráter de emergência. A página é acessível pelo link www.gov.br/todosportodos e concentra uma rede voltada aos cidadãos atingidos pela pandemia da Covid-19 (coronavírus) - sejam enfermos, familiares ou comunidades com algum tipo de necessidade específica. No site já estão disponíveis dicas como: serviços de internet mais acessíveis, ferramentas de trabalho remoto, cursos de capacitação à distância, opções de entretenimento em casa e informações atualizadas em tempo real sobre o coronavírus – todos os serviços são dos próprios órgãos do governo federal. Segundo o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, a gravidade do coronavírus exige medidas ágeis e eficientes dos governos, em colaboração com uma ampla rede de solidariedade que compreenda a sociedade como um todo. "Buscamos formas de aproximar todos aqueles que possam oferecer produtos e serviços a quem mais precisa neste momento. O mundo digital garante formas seguras de nos aproximarmos hoje. As restrições impostas pelo coronavírus abrem espaço para canais como este, de ajuda e solidariedade a toda a população brasileira", ressalta Monteiro. Priorizada pelo Comitê de Crise do Covid‐19, a plataforma tem o objetivo de reduzir ao máximo os impactos negativos, sejam sociais ou econômicos. Segurança das doações Na nova plataforma, associações, empresas e entidades que possam oferecer gratuitamente ou liberar emergencialmente produtos e serviços devem preencher um formulário com as propostas. Os órgãos do governo federal já começaram a receber orientações de como podem participar. A página Todos por Todos não tem objetivo promocional para quem doa ou oferta em caráter de emergência seus produtos e serviços. Por intermédio dela, o que acontece é a conexão entre doadores e receptores. A confiabilidade das informações prestadas são averiguadas ainda antes da inserção de produtos e serviços na página.  #SemSairdeCasa  A plataforma também é um espaço para que a população possa conhecer e utilizar os 1,8 mil serviços digitais do governo federal hoje existentes no país. Ao todo, 54% dos serviços já estão transformados em digitais e podem ser solicitados de casa, sem a necessidade de deslocamentos aos órgãos públicos. Alguns exemplos destes serviços são a aposentadoria por tempo de contribuição, a carteira de trabalho digital e a carteira digital de trânsito.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Ministério da Economia.

20 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon